sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Juntos


escrevinhando...no meio de tudo e toda a confusão geradaVoltas-te,para mim....
Pude-te novamente olhar nos olhos ouvir tua voz sentir teu abraço e beijar tua boca...maravilhei-me.
Voltei a sentir borboletas na minha barriga,voltei a tremelicar de emoção de te esperar...
Tonta!Não sei se o sou ao certo,mas já não me interessa
Quando não podemos tirar as certezas da nada apenas fica o deixar viver e apreciar as oportunidades que temos e agarr-las com toda a força que temos e sermos felizes nem que por um só dia....
Adorei te ver e saber que sim,,,,,,,estás igualinho!
O mesmo desejo por mim estampado no teu rosto.
O teu sorriso inseguro....as tuas mãos fortes me acariciando.
O teu olhar derretido,o teu sussurar malacioso....como eu gosto.
E de disso apenas que quero viver das coisas boas que passo contigo.Apesar de ter pena de não puder passar mais e mais e mais.....
Tambem não sei se teria capacidade para começar tudo de novo....claro que tinha!Bastava dizeres-me que o querias.Mas e depois....tudo que tenho....como resolveria eu os meus contratempos tão enormes que me roubam a paz e clareza de emoções.
Deixa-te estar asssim sossegada no teu canto e sonha vai sonhando umas vezes acordada outras porem apenas no sonho da noite...
A ti guardo-te ca dentro do coração e do pensamento....sempre.
Voltei a ter-te e isso sim é que me importa,porque era o que eu desejava.
Agora estás aqui umas vezes perto outras ditante mas sempre estamos conectados,nem que seja no nosso pensamento,porque sei que é assim!
Foi muito bom rever-te!
Juro que pensei que não mais aconteceria!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Espera


escrevinhando...fico aqui reinventando palavras e momentos só nossos e pensando,se acabaram...
Claro que nunca acabarão como dizes....viverão para sempre na nossa mais singela lembrança.
Vivemos então e agora um amor platónico!
Viverei contigo em meu pensamento e em minha escrita.
Tenho-te por momentos....breves momentos em que trocamos mensagens e recordamos...desejamos...em silencio o que queremos...será?
O tempo corre e com ele vamos perdendo momentos carnais... reais....como te desejo....
O tempo que nos corre nas veias deixa no ar o prenuncio de uma nova chegada.....será a nossa?
Deixo o tempo voar na esperança de um dia esse tempo se lembre de nós e nos traga o abraço tão desejado....
E enquanto espero deixo.me encantar com tuas singelas e magicas palavras...e sonho acordada contigo.
E assim aqui vou ficando....á tua espera.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009


escrevinhando...já tinha arrumado tudo o restava do meu sentimento,fechado dentro daquela mala invisivél que recorro quando nada mais resta para viver.
Depois descansei de mim em mim mesma e afaguei meus caracóis ao vento e deixei-me ficar...assim embalada pelo vento...sem expectativas.Sozinha.
E quando a calmaria de mim,suavizou a falta de ti...apareces-te!
Que em desatino,pões meu coração de novo...
Porque fazes isso?
Sabes que tenho vontade de te amar sem limites, de viver uma grande história de amor....
E depois que faço eu comigo?Quando resolveres partir de novo.
Sabes que não te posso prometer um tempo certo....sabes que vivo de acordo as leis do mundo e não sei ao certo quando as conseguirem quebrar...sabes que te adoro e te quero mais que tudo.
Sabes que não estou sozinha que me acompanha metade de mim e é o que amo mais que tudo nesta vida.
Sabes que lutarei pelo fim...mas não te posso dar um prazo....tu sim é que me tens que dar tempo...
Se queres preencher este coração meio cansado,mostra-me a liberdade de teus sentimentos e mostra-me que não me deixarás um dia á tua espera sem nunca mais voltares...
Apressa-te para mim e deixa-te amar.
Abraça-me!!!
Que saudades sinto daquele abraço apertado,que me fazia ter a sensação de ter chegado aquele porto seguro...
Enquanto por aqui caminho....neste pedaço de areia que pouca gente conhece,no meio destas imensas rochas que escondem a praia onde gosto de me sentar e escrever.Hoje molho os pés nesta agua imensa onde as ondas se quebram devagarinho e escrevo para ti...por ti...
Como gostava de te ter aqui perto de mim.....

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Um despertar de saudades...


escrevinhando...senti-me como á tanto tempo não me sentia...
Meu coração disparou...
Encontramos-nos sem nos encontramos-nos...mas consegui te sentir tão próximo de mim...
Meu pensamento ontem tantas vezes me levou até ti,naquele que foi o nosso lugar encantado um dia.
Será que isso surtiu em ti algum enfeito?Acredito que sim...
Tens saudades de mim?Como as que eu tenho de ti?
Está calor e vento como no dia em que nos conhecemos,lembras-te?
Eu ainda não me consegui esquecer...
Este misto de pulsações ,esta loucura de sentires que despertaram hoje em mim,quando tanto penso em me ignorar por completo...
Quando decido, ficar assim isolada deste sentir...apareces de novo no meu campo de visão para o mundo que não vislumbro...
Ainda te quero ,sem te querer...não vais entender,te digo...
Já não serei a mesma...já não tenho forças para iniciar o que um dia chorosa e penosa acabei...
Como consigo sentir teus lábios quentes nos meus...
Como me lembro de nossos sorrisos tão alegres e sinceros que ambos necessitávamos...
E tu?
Como sentes isso que passou?Acabou por morrer...ou ainda permanece como em mim?
Como tenho saudades do teu olhar meigo...
Saudades simplesmente de ti...
E aquele abraço forte que gostavas de me dar?Partilhas-o com alguém agora?
Eu jamais o tornarei a fazer...
Era contigo que fazia sentido...
Hoje despertas-te em mim,enormes saudades de ti....meu doce...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Desfolhando um livro


escrevinhando...e vou-me desfolhando,pagina a pagina,neste viver continuo.
Livro que não foi escrito para mim...livro emprestado.
Cada vez que viro uma pagina,parecem dias eternos de um pesar,de um amanhecer que desconheço,que não quero viver...que pretendo simplesmente encontrar,algo de novo para decifrar sabiamente.
Haverá algo alem daquilo que eternizamos em nós,profundamente escondido num lugar oculto.Só não o encontramos ,só não o descobrimos ainda...
E minha alma elevasse e persegue sozinha nesta caminhada ao encontro de um mais porquê...
Posso elevarmos ao cume das montanhas e ai ficar a observar o por do sol...e esperar que de encontro a mim algo venha me soltar estas amarras que a tanto me prendem neste viver súbito de questões...onde me encantei?
Porque vies-te ate mim...mostras-te-me o que tinha medo de ver,derrotas-te batalhas que venci e desenhas-te nas nuvens sonhos coloridos que não consegui lá chegar para sonhar contigo...
E neste livro desfolho cada dia uma pagina do meu viver...releio cada uma delas na esperança de encontrar o final...
Esse fim que exita e teima em não aparecer.
E deixo-me voar ao sabor do vento num outro lugar...sem banalidades comuns onde me quero encontrar novamente e partilhar contigo o que deixei perder um dia,por o que não quis lutar um dia,e te afastei de mim repentinamente...

terça-feira, 19 de maio de 2009

Á deriva


escrevinhando...e sabias tão bem que me iria cansar de lutar contra ti,contra todos...e pode até ser mentira...mas conheces-me tão bem...
Quietude esta que me navega no corpo e me adormece o pensamento...
Um querer e não querer...Um tentar desesperadamente,chegar a mim mesma e me dizer o quanto és precioso para mim...
Sabes que não tenho mais ninguém...e eu também o sei...e nisso me apoias como se nada se tivesse passado...conheces-me tão bem certamente.
É amor?
É desamor...comodismo?
Medo?
Gostava de saber...mas os teus silêncios ás minhas palavras não me levam a lado nenhum...
E vou ficando na tentativa de um dia nos reencontrarmos como dantes...se assim acontecer...
Esqueço em mim,tudo por o que passei e deixo-me inerte mente ficar a navegar neste teu mar de calmaria,onde não há ondas,onde não há vento,nem tempestades,nem chuva,nem sol...apenas calma e silencio...
...mas não sei por quando tempo mais vou conseguir me deixar ir á deriva...

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Não sei....


escrevinhando...e parto assim ausente de mim,apenas te escutando,te observando...não sei...não sei como vai ser daqui em diante.Tenho medo .medo de te aceitar de novo e não conseguir te amar como dantes...á tanto tempo que perdi esse amor...
Como vai ser quando acordar?De mim em mim...não sei...
Misericordiamente deixo-me iludir,com consciência que não saberei contornar os receios de mim mesma,nem saberei te devolver carinhos ...e não sei...
Vaguei neste espaço sem saber se sinto,se me apercebo de algo...se sou ainda eu como eu,se serei algo que não me conheço...e deixo-me perdida sem me encontrar num lamento de pensamentos,em que não sei...não sei...
E não sei ao certo se já me apercebi daquilo que não entendo e desesperadamente tento desafogadamente encontrar-me...não sei...
Quando este turbilhão de emoções não pretendidas por mim vão passar por passar e acabar de vez com minha luta interior silenciosa,que me corroí a alma e devasta meu pobre ser aos pontos anulando-me de mim ...daqui que eu pensava ser...não sei....

quarta-feira, 29 de abril de 2009

As voltas da vida


escrevinhando...como por vezes a vida da voltas contrarias aquelas que nós nunca pensávamos que seria possível.
Tanto tempo sem amor de pai e agora consegues ter três amores parecidos com esses.Filhas desejadas que nunca vieram ao mundo,e a quem deverias ter agradado não agradas-te e desses pais emprestados conseguis-te ser tu mesma e teres amor sem o pedires sem o teres merecido por ordem da vida.
Hoje sinto-me assim triste,sem dor...apenas triste.
Dou voltas e mais voltas e não consigo acreditar que tudo vai ser assim....
A quem acredita em milagres,eu nunca fui dada muito a isso.
Tenho tudo e sinto que me falta o mais importante...porque deixei de gostar de ti?Porque assim o fizes-te para acontecer...tantas vezes te falei e adverti sobre tal...e assim foi morrendo as poucos.E com este feitio difícil que tenho quando as coisas morrem em mim raramente tem retorno.O mal é eu advertir para que estou tentando segurar as pontas e as pessoas não ligarem...quando deixo de falar e começo sozinha tentando segurar....e quando deixo de querer segurar....mau,muito mau mesmo,já tudo deixou de ter importância para mim
E eu cansei de te olhar...vivemos bem e com camaradagem...mas....e o resto.....acabou!
E como vai ser daqui para a frente?Vamos continuar assim mais metade de uma vida?
Não sei por quanto tempo me vou acomodar...mas tudo vai acabar por acabar um dia,convence-te disso!
Entretanto nesta luta interior que tenho de ultrapassar continuo agarrando bocadinhos de amor aqui e ali para me puder endireitar nesta estrada que percorro com uma certa dificuldade
Mas não vou chorar se tu quiseres partir....Eu já me ausentei á tanto tempo,que tu nem desta conta...imagina como tudo foi diferente do que um dia sonhei...
Nunca me conseguis-te levar ás estrelas....mas disso não foste o culpado...nunca te amei de verdade como deveria....meu coração ficou preso noutra galáxia á tanto tempo......

domingo, 26 de abril de 2009

Não te encontro


escrevinhando...e aos poucos morres em mim...mesmo sem vontade que isso não aconteça a recordação deixa de ser dolorosa e passa aos poucos a ser uma breve lembrança de há tão pouco tempo atrás.
A beleza de ti começa a desaparecer em mim e socorro-me da foto que tenho de ti...
Como gostaria de te ter aqui comigo...
Nesta cidade pequena que de enorme me pareça quando te procuro com o olhar,no meio de multidão,no meio dos carros que circulam e não te encontro jamais...
E fico como se num coma me encontrasse sem ti...sem sentir...sem me sentir...sem te sentir....
Quando no escuro da noite me perco olhando a lua e na luz ofuscante do dia me deixo levar pela beleza do mar...caem lágrimas de tristeza por te ter perdido...sem te ter encontrado totalmente...
e é essa noção da realidade que me deixa triste...num estado de estar sem explicação ao certo ...como de um coma se tratasse...em que ouves, sentes,vês...mas não te expressas,não te moves,não te comunicas...
E assim me deixo ficar...sobrevoando neste espaço...esperando....me ausentando....de mim.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Não chores por mim


escrevinhando...sem te querer magoar,em te querer dar falsas esperanças...torno a voltar a por em mim ,aquilo que por mais que eu tire não me vai fazer eu me desprender de ti,apesar de eu sentir á tantos anos que não te pertenço.Nunca te pertenci...mas não tens culpa disso...perdoa-me.
Apenas te posso pedir perdão,por o que cometi o erro de fazer e nunca tive coragem de terminar...perdoa-me.
Não chores,não sou merecedora de tua tristeza...se é que és triste....
Sinto-me cansada,tão cansada e exausta,desta luta constante de mim contra mim propia...dum querer,sem querer...dum existir apenas por ter de existir,por ter algo que me prende a esta vida que vivo em constante contradição...não não tens culpa...apenas eu por esta covardia em mim sei lá o que lhe chamar....
Frustração de não poder me elevar aos céus e gritar com todas as forças do mundo que me quero desprender de ti...sem culpas,sem medos,sem ressentimentos...não,não posso...eu sei tão bem q não posso...e isso me faz corroer esta alma viajante em seu reino triste e abandonado por mim á tanto tempo.
Teus tenros anos me fazem anular,castrar...mas não te saberia não ter ,por breves que fossem os momentos...
Já passei pelo mesmo á tantos anos atrás,que não te quereria ver na mesma situação,assim por assim dizer anulou-me em função de ti...
E a ti não te quero ver....não me olhes,deixa-me solta,deixa-me livre para sofrer em silencio dentro de mim....perdoa-me não tens culpa do que te estou a fazer passar....perdoa-me...mas não chores por mim....
Eu não sou tua......nunca o fui.....o meu grande Amor vagueia por aí sem saber de mim.....

terça-feira, 31 de março de 2009

Meu doce...


escrevinhando...talvez por estar mais nostalgica,triste...e chorosa...penso em ti,em como sinto tua falta,em como foste uma boa razao para mim.
Ás vezes é dificil conviver com tua ausencia imposta por mim mesma,mas não poderia ter sido de outra maneira...acabaria por sair sempre magoada demorasse muito ou pouco tempo contigo ...simplesmente porque eu não podia voar.......
Demora-mos por vezes algum tempo a assimilar mas acabamos por deixar.nos voltar a esta mundo real e ver-mos que tudo era bem diferente daquilo que por algum tempo vivemos...era imaginario...tanto para mim como para ti...bem sei.
Mas mesmo sabendo de tudo continuo a sentir muito a tua falta,continuo amando-te em silencio,a vaguear neste tempo de sol e recordar nossos momentos de carinho e sorrisos...como por uns momentos me voltas-te a fazer feliz meu amor...obrigada por me teres relembrado como é o Amor...
Ainda consigo sentir teu abraço forte...,teu beijo ofegante...,tua voz meiga...,teu olhar amoroso...como sinto falta de ti....meu doce.....

segunda-feira, 30 de março de 2009

Não vences...

escrevinhando...por vezes tenho uma certa ânsia de me isolar de me anular por completo,mas como não posso fico apenas em sonho me perdendo de mim mesma de todos e quando o telefone toca apenas respondo se me interessa.Não me apetece conversar...
Sábado...pergunta difícil veio no caminho do meio do dia,era para ter sido de manha e porque não foi?
Não terias-mos entrado por aquela porta difícil de entrar em que surgem incómodos sentimentos.Peço-te misericrodiamente para não continuares,já nos afastamos da resposta sobre a tua pergunta,e acabas de entrar naquele campo,que não deveria ser permitido...digo-te que vais acabar por ouvir aquilo que não gostas...sempre te axas-te um bom pai...........nunca o foste....
sempre axas-te que o dinheiro compraria tudo.........engano teu....mas nunca o conseguis.te ver.
Que pena tenho de ti...pena ,pena porque nem de ti consegues gostar...queres a toda a força axares que sempre procedes-te correctamente....que engano tão grande....que pena tenho de ti.Estas velho e doente mas mesmo assim continuas orgulhoso...fico inerte a ti...acabo por me calar porque de nada vale te tentar dizer algo,já não escutas,já estas em delírio completo...gritas como só sabes fazer,para calar tudo a tua volta,eu sei que isso é uma maneira de não te ouvires a ti propio...e nesta troca de palavras e raiva que tens dentro de ti...porque tens de ter raiva de ti mesmo.Já me olhas com ódio porque sempre te disse o que penso e não te desculpo melhor não te perdoo,não te deixo chegar a mim...e tu sabes disso tão bem.
Calo-me dizendo-te como sempre...tudo bem você é que sabe...quer assim não é...mas não como você diz...
E no meu intimo o que te digo centenas de vezes...não te odeio....mas não te amo....és-me indiferente...
No fim notas a mais no ordenado...não aceito...como sempre ...ficas fulo de raiva ...estrabuchas...mas não me vences.

quinta-feira, 5 de março de 2009


escrevinhando...continuo nesta minha luta pra te esquecer e dou comigo na tua busca encontrando-me as escondidas contigo sem que tu assim desconfies.
Acabei por me tornar outra pessoa outro nome para te ter perto de mim como dantes eu tanto tinha.Eu sei que é de loucos ,que parece doentio mas que tem o Amor de saudável?
O amor deveria partir assim como nasce dum momento pro outro.
Que saudades tenho de ti,de te ter mm para mim,ser eu mm e poder te beijar te abraçar te olhar nesses olhos esverdeados que tanto me encantaram.
Sei que nunca mais te verei,apenas em pensamento,e como é doloroso sabe-lo.
Nesta cidade pequena,gigantesca de gente não te encontro,não te consigo rever.
E apenas me vou contentando com tua escrita,um pouco fria um pouco quente,um pouco como és,um pouco como mostras ser.
E eu permaneço em silencio matando-me aos poucos c esse amor louco que não morre nem parte para longe de mim.....

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Sem saber de mim


escrevinhando...perco-me de mim sem saber ao certo por onde hei-de ir,por onde quero caminhar.
Não tenho a certeza de te querer surpreender pq acho que tenho a certeza de me querer,penso por vezes quem sou eu para te poder ter dado o que desejas para poderes sentir por mim o que anseio.
Então não sei se te quero ou não surpreender.
Na ausência de tuas palavras sinto a longura em que permanecemos,e então perco-me em expectativas já adormecidas,sem ter a certeza de saber se me queres ou apenas foste sonho real do que vivi e já não tenho perto de mim.
Continuo a busca sem saber se me vais aceitar mas duvidando de mim,porque não sei se tenho capacidade de te dar esse amor que tanto anseio.
Como fui capaz de me enamorar assim por ti?
Acabei com algo,por ter medo de me magoar por ti,e então preferi magoar-me a mim mesma sem saber se valeria a pena te ter esperado...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

LOUCA...estou louca!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


escrevinhando...eu sei que passei para o outro lado,mas que hei-de eu fazer perdi-me de mim,estou completamente longe do real do mundo presente.
Tenho uma dor no coração que me consome a alma,ando ou melhor deixo-me vaguear dia após dia neste mundo como se estivesse adormecida,dormente,perco-me em pensamentos,não me desculpo pelo que fiz e questiono-me se teria sido melhor ter a tua ausência e ter-te ou ter a tua ausência e não te ter.
Esperar por ti e tu não vires ou esperar por ti e saber que tu não vês.
Querer olhar-te e não puder por não estares comigo ou querer.te olhar e saber que não te tenho.
Apetecer-me abraçar-te e não puder ou apetecer-me abraçar e saber que não posso.
Hoje entrei no limite da minha loucura!!!!
Fui aos amiguinhos,vi-te e meti conversa ctg em nome e perfil diferente daquele que conheces meu.
Estive contigo,falei contigo dei outro nome como tb fizes-te e ficamos por nos encontrar-mos seg feira.Eu sei,eu sei ,isto é surreal mas não aguentei a tua ausência...mandei-te uma mensagem de manha e tu não me respondes-te axo que ja me anulas-te da tua vida.
Mas com a conversação axei que não axei que sentias-te magoado,ferido e eu sei que fui eu que saí.
Nunca me vais entender.
Assim posso te ter sem saberes e puder usufruir de ti como dantes.
Pois não consigo ficar c mais ninguém....eu tento mas nada me tira a ideia de ti.
Como deixei me envolver tanto por ti.Eu não podia estar a sofrer desta maneira.
Mas consegui te ter novamente nem que para isso eu seja outra para ti,que importa isso para mim.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Os meus olhos


escrevinhando...


-Porque me olhas assim? – perguntei eu!

-Olho-te porque sinto tristeza no teu olhar, mágoa, dor, embora a tentes esconder por detrás de um sorriso!

Baixei a cabeça, limitei-me a esconder o meu olhar e ali fiquei horas pensando naquelas palavras que embora verdadeiras me custaram a ouvir!

Estarão assim tão vincadas no meu rosto as marcas do passado?

Já não é a primeira pessoa que me diz o mesmo…Olhar triste e perdido!

Não, não quero mais este olhar que dá a entender ao mundo aquilo que apenas eu sinto!

Quero voltar a sorrir…

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Aceitar




escrevinhando...não resisti,e mandei-te hoje uma mensagem,simples mas pelo menos não me vou ficar a remorder,naquilo que não fiz:Não me odeies...não sou má pessoa.Bj garnde pra ti.
Sei que não terei respoate,mas tambem sei que me sentirei bem melhor em te-lo feito.Sei que te tenho de esquecer e farei-o-ei....mas com tempo,pois um amor mesmo simples como este nao se apaga assim...sei que bateu forte em mim,mas como tudo na vida vai desaparecer e ficara apenas uma coisa boa de recordar,sempre com saudade.
Teria de ter fim um dia,e podia ter sido bem antes se tu não tivesses insistindo tanto como o fizes-te e tu nem costumas ser assim,mas desta vez não quis não deixar de tentar em todas as vertentes e lutar a te não ter mais nada por lutar.Não tinha de ser e eu sempre o sube desde o principio,apenas não quis aceitar á mais tempo...pq tudo tem um tempo e só agora eu tive forças pra deixar de lutar por ti porque avistei que não valeria a pena.
Para dar certo,os dois teriam de querer e tu deixas-te de querer....

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O FIM


escrevinhando...

SMS:EU

Já não te leio...já não te sinto...E no silencio da noite recordo-te e penso como se pode ser tão fútil a transmitir sentimentos,quem me dera ser assim .Desculpa mas tive de partilhar meu sentir.
Um beijo doce meu amigo I...,desapareço sem deixar rasto.
Um dia aluga e vê,é um filme bonito"Uma Leoa chamada E...."


SMS:TU

Bom dia...Desculpa-me mas não te admito lições de moral nem tão pouco chamadas de futilidade!Pensa como quiseres...Quem pensa maldade tem de ter maldade!É pena mas não me revejo nessa forma de ser!E não me alongarei mais porque a ideia esta dada...E eu odeio quem pinta quadro pelo que imagina!I....

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Partis-te


escrevinhando...como tudo o que se precente,se torna realidade.Não será um acaso,mas não sei o que é na realidade.Sempre me aconteceu e mais uma vez aconteceu...é-me estranho ma tua pessoa,pois sempre me aprecebi de dois sentimentos diferentes em ti.Como pode alguem ser assim em materia,um que gosta e vibra,outro que se cala,que se ausenta nas palavras.
Mentira não passavas duma mentira,duma farsa daquilo que não eras,daquilo que não sentias.
Anulu-me em mim sem querer sofrer por ti,serei eu mesma sempre,esperando em vão por ti,até que um dia,saias de mim....

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Quase uma certeza



escrevinhando....muito mudou desde a ultima vez que escrevi.Naquela altura e ainda as tuas ausências foram se tornando penosas para mim.Mas na realidade faz hoje oito dias que nos encontramos ,como estava feliz então.Tudo correu como sempre,tuas palavras lindas e meigas,teus afectos recheados de carinho e(quase que juro)amor(sim a mim soa-me),teu olhar feliz e brilhante,teu abraço como nunca sentido....que mais hei-de de dizer....nada simplesmente nada,pois logo sinto tua ausência apesar de algumas mensagens não mostrarem isso,mas com o passar da semana,sinto-te um pouco distante e como que,afastares-te de mim...será mesmo ou um dia mau pra ti?Não sei sinceramente que não entendo....
De meu lado,tive aquela conversa adiada a tanto tempo com meu marido(ainda)tudo foi aceite sem quase haver comentários,na boa!!!Concordas-te com tudo,sem mais nem menos,ainda dizes gostar de mim!!!!Quem gosta não procede como tu!Mas para mim ainda melhor assim sem dramas,sem discussões...mas acho que algo ainda estará a minha espera,nada acontece assim tão prefeito.
Hoje fui comprar a minha cama como combinado ficou,faço meu quarto no escritório,até tudo se resolver,porque á uma casa a vender.É estranho,como minha menina,nada lhe causa estranheza,realmente vive o dia a dia sempre a ver o mesmo,que nem estranhou quando lhe disse que vinha uma cama para a mama,que o quarto da mama ia ser no escritório,incrível,mas ela não vê nada que lhe possa parecer estranho realmente...
Ás vezes quase me deixo ir abaixo,por não ter o carinho que quero da pessoal especial para mim,mas depois penso que isto é uma decisão da minha vida e sozinha por sozinha serei garantidamente mais feliz assim e se um dia aparecer aquele grande e intenso Amor que espero a vida inteira quem sabe se não serei realizada,nos assuntos do coração,agora serei feliz apenas com o grande Amor da minha filha...esse sim é verdadeiro e sincero e é tão bom tê-lo....
Quanto a ti meu Amor passageiro(tenho pena)que não sabes usufruir de mim,continuo deixando ver até onde vais....

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009




escrevinhando....Adoro quando falo contigo.Mas por mais que tente te encontrar parece sempre tão difícil...parece que existe uma serie de obstáculos,permanentemente impostos por ti.
Será meramente um Amor platónico o teu?De que tens medo,porque tuas palavras não me mostram que não desejas,pelo contrario,sinto em tua pessoa um desejo quase incontrolável de te conteres deste sentimento.Mas tua pessoa prefeccionista insiste em desejar tudo perfeitamente belo e bem ao teu jeito,e não te deixa usufruíres de mim em pleno.Deves ter um turbilhão de pensamentos bloqueando-te quase ao ponto de te revelares.
Espero,sem despertar,mas em mim tenho um misto de emoções que me fazem ir do real ao surreal deste sentimento por ti.Por vezes tenho vontade de deitar tudo ao alto...depois tuas palavras deixam-me tonta de incertezas e prefiro esperar em silencio por ti....É tão pouco o que te peço que por vezes me soa a nada.
....apenas te desejo olhar e tocar para não pensar que és um sonho que permanece em mim durante o dia quando estou acordada......

domingo, 18 de janeiro de 2009

Saudades tuas


escrevinhando...que saudades tenho tuas....apesar de meu ser já não estar tão ansioso como dantes, continuo lembrando-me de ti a toda a hora.E quando Domingo se avizinha terminado começa aquele formigueiro louco em te querer...em esperar silenciosamente que seja esta a semana em que te vou abraçar ,te vou ver ver e por fim te beijar.
É mais forte do que eu ,é bem mais intenso do que possam imaginar.
Melodia linda....pra te imaginar em mim....comigo....


sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Final.......mente


escrevinhando....ok já te entendi finalmente.Queres me ler,saber de mim e gostas de mim,tão simples E....e tu ja a inventares coisas na tua cabecinha estúpida.....bem feito......APRENDE!!!!!!!!
Mais uma vez bates-te com o "focinho" no chão(ai como irias odiar ler esta expressão)pois é meu amigo eu sou assim,muito bruta e severa quando quero,ate comigo mesma e sabes porque?Ah...pois é não sabes,mas eu digo-te(como se tu me estivesses a ouvir)é que eu sou mt estúpida comigo mesma,misturo sempre tudo,agarra-mo ao que não deveria,esqueço que as pessoas não são como eu,que digo mesmo o que me vai na alma e no coração.E depois fico apanhada sem motivo algum,mas não te preocupes isto passa.Agora não me peças é para ser como era isso é que já não dá.....agora terás mesmo só a minha amizade!Acabaram-se as lamuchises.................ah............pois é!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mas amigos como tu desejas e eu também(não se faz o gosto ao coração,mas faz-se o gosto á maneira de ser!!!!!!!!!!!!!!!!!
Obrigada por me teres ilussidado,assim não ando mais nas nuvens vos acentar novamente no meu planeta .....La MOON!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O que sentes por mim?


escrevinhando...quando tento te aprofundar,fico presa nas redes do mar,como se um peixinho fosse.Não consigo te entender por mais que tente e vasculhe...não consigo entrar no teu mundo intimo,e tão teu...difícil é tentar decifrar tuas palavras escritas em inglês(Hard as steel-duro como aço)quem será assim...tu..ou...essas palavras são para minha pessoa?Não sei,sinceramente não sei,porque não deixas nada se escapulir de teus sentimentos...ora pareces estar tão perto,ora tão longe e desinteressado.Menino difícil!!!!
Acho que te perdes num turbilhão de pensamentos,meras incógnitas que te poderiam ser decifradas tão facilmente....e não perderias este tempo precioso que é tão breve,e só nos damos conta disso depois dele ter passado por nós e nada haver a fazer,para o recuperar.....E eu já me percebi disso tantas vezes.....e nada pude fazer....
Tento a toda a força e a todo o custo,não cometer os mesmos erros,deixar-me levar pelas emoções de sentimentos e deita-los cá pra fora de encontro a ti,mas por vezes sinto-me uma louca e estúpida mulher-menina,por o fazer.Contrario-me constantemente e avanço sempre em tua direcção....mas levo com cada recuo que quase sinto o chão a fugir de meus pés....quando me restabeleço e tento(se calhar não)ficar sossegada no meu canto,voltas c palavras que não te peço,um levantar um pouco o pano,muito ao de leve,e baralhas-me novamente....
Quem és tu?
Que queres de mim?Já me entreguei a ti em palavras e não consigo perceber o que desejas de mim.
Porque insiste?
Eu acho(melhor tenho a certeza)que,(neste momento,preciso momento esta a acontecer algo baralhas-te-me novamente).ESQUECE mulher-menina!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Sou como o vento...

escrevinhando....apesar de não ser unicamente desconhecido pra mim,continuo sofrendo com as coisas que vou adquirindo e seguidamente perdendo-as.Será que nunca terei direito um amor fugaz,louco tal como desejo....Parece que em tudo o que toco quando gosto,se esvai no tempo que passa.Mas sinceramente o que mais me custa aceitar é dizerem que sou o máximo, doce,linda,gostosa,deliciosa,uma pessoa linda e depois fogem.....já estou achando que certas pessoas devem saber que não tem capacidade suficiente pra me amarem e por isso devem fugir....É pra esquecer.Acabou da minha parte,não corras,porque se não o fizeres,não me apanharas jamais...


terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Revivendo

escrevinhando.....recuando no tempo,que ficou bem lá atrás,não posso deixar de recordar aquele grande e primeiro amor que resultou numa louca forma de pela primeira vez me abstrair de toda a frustração que era a minha vida.Mas foi um amor de verdade...um gostar único,sem sexo,apenas de estar,de partilhar tantos momentos contigo,onde me perdia dias e dias a fio...por jardins,pela praia,pela beira rio...como me fixes-te feliz como durou tanto tempo,tantos anos e ainda dura em ti,fazes-me questão de lembrar sempre que me vês.Como um amor não tem fim...Naquela altura eu não tinha força para lutar contra todos por ti...a sociedade,e as pessoas em meu redor,nunca tinham conseguido entender,e eu tive medo de arriscar,o que não saberia enfrentar.Sempre foste especial no meu ser....para ti Paulo que te recordo c muito carinho....
Esta novela marcou o nosso sentimento,tinha tanta coisa em comum conosco,para sempre sera uma bela recordação,com olhos repletos de lagrimas

escrevinhando...como num momento para o outro,gostamos de alguém...porque gostamos simplesmente por gostar?Que existira no ser humano pare se deixar levar assim por um sentimento? Nem sabemos ao certo onde começa a fronteira do gostar e não dever de gostar. Parece simples,simplesmente não gostar,mas quem disse que era simples,enganou-se severamente. Como posso me deixar ficar neste impasse,que não leva a lado nenhum,que me deixa inerte a tudo o que se vai passando a minha volta. Que me deixa louca em pensamento. Porque continuas esperando o que de certeza não vira de outra maneira,a não ser transformado em palavras bonitas.Em sentimentos escritos que são tão fáceis de se transcreverem para um papel.... Que loucura desejar o que não se tem,o que não passou de um breve momento Gostava de poder ser um ser sem Amor,sem Esperança,sem Sentimentos,apenas um ser vagueante neste mundo inerte a tudo o que passeia por sua volta... Gélida de emoções!Era o que eu precisava de ser. Já tenho tanto que me atormenta que não precisava deste tipo de gostar...que me dá insegurança e instabilidade,uma espera que me desespera..........

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Palavras transformadas em sorrisos meus


escrevinhando.....que palavras lindas e sentimentos belos me transmites atravez do messanger,que bom é saber q me adoras como eu a ti.
Realmente o ser humano acaba por se satisfazer com coisas poucas ou será apenas por ter tanta carência delas q deixa-se navegar num mar de sonhos....
È tão bom te ler...como te escutando estivesse....e que bem que soa tua voz doce em meu ouvido,como me fazes por momentos,uma linda menina,amada menina,especial menina.
Saber que pensas em mim,que me desejas e queres para ti.
Como me dás felicidade...essa já então esquecida por tantos momentos....mas depois vêm tua ausência e fico com as pernas a tremer e tudo o que leio se desvanece e fico perdida no tempo do abismo.
Como gostaria que me dissesse tudo isto olhando nos meus olhos e sorrindo para mim.
Apenas hoje quero estar viva neste mundo de sonho em que recordo tuas palavras com tanta alegria e sentimento,que me fazem sorrir sem motivo algum para o mundo que se encontra tão obstinado com o poder do dinheiro,que já nem se lembra do verdadeiro poder de um sorriso,duma palavra bonita.


Deixa-me


escrevinhando......porque não sou como outras pessoas que conseguem não demonstrar o que sentem.Porque não sei disfarçar aquilo que sinto.
Já percebes-te,mas essa tua maneira dá cabo de mim....Essa tua ausencia de palavras...que raio de homem és tu??????Diz algo,grita,refila,comenta,estrabucha,mas diz aiguma coisa....
Não suporto,nem mais,dar-te um beijo de toque unicamente,de te olhar nos olhos,de estar presente contigo.
O meu desejo mais profundo é deixar-te o quanto antes, mas não posso e isso está a consumir-me.....já não suporto a tua pessoa.
Quero me deitar numa cama só minha.
Quero estar numa sala,sentada a ver televisão,sem a tua presença.
Quero poder sair ,passear livre sem a tua companhia.
Quero poder desfrutar do silemcio,e não ouvir a tua voz.
Deixa-me.... era tão mais facil,como se diz a quem nada diz?????
Não te quero odiar...mas já é dificil de te gostar....

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Escutando

escrevinhando..........






Duvidas e mais duvidas......


escrevinhando....desde o ultimo dia que escrevi tantas coisas aconteceram e não.
Tenho-te novamente como te tinha e continuo perdida num turbilhão de pensamentos e incógnitas de explicações,não consigo te compreender ao certo,tuas palavras,tuas mensagens me levam pra um infinito estado de alegria,mas tuas ausências continuam me transportando para o mais vasto horizonte longínquo.
És tão doce e meigo comigo,que custa-me acreditar que estarei vivendo apenas uma retribuição de tudo aquilo que te dou...tem de existir algo mais nesse teu sentimento de certeza em relação a mim...quem seria assim tão falso sem motivo pra tal.
Mas outras vezes lembro-me do que se diz:"...mais cego é aquele que não vê..." ou"...
quem gosta corre atraz.." mas será que somos todos iguais em nossos pensamentos?
Não,claro que não somos...és diferente.meramente estranho mas super delicioso.
Porque não te questio-no?Porque quando o faço,as tuas palavras são tão certas que te entendo tão bem...mas se te entendo porque tenho duvidas?............Ai,ai,ai que confusão!!!!!!!!!!!!!!
Quem é que é esquisito aqui????Eu sei que sou,mas não aprendi ainda a ser de outra maneira!!!!!!!!!!!!!!!
Hoje marquei consulta de psicologia....ah pois é...também lá vais!!!!!!!!!!!!!!!
Está a ser-me tão difícil viver com a pessoa que vivo á 14 anos...esta-me a fazer tão mal ter de o encarar como se tudo estivesse bem...não eu mas ele...vive como se nada se passasse de mal,como se tudo estivesse bem e eu não consigo entender porque...PORQUE????Porque não te lastimas?porque não dizes nada?porque não dialogas comigo?porque vives assim?Não entendo,isto corroí meu interior,parece veneno que ingiro constantemente.
Pelo menos uma vez poderia abrir a boca para deitar algo cá para fora mas não consome-se ao silencio e quando falas tudo parece estar as mil maravilhas...e sabe tão bem que não esta,então vou-me começar a sentar no sofá do consultório,e tentar entender todas as minhas duvidas e deitar cá para fora todos os meus azedumes.
Vou dando noticias.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Até voce chegar...

escrevinhando....






escrevinhando.....ainda bem que ninguém me lê,seria impossível alguém me compreender.
Talvez me catalogassem de louca quem sabe se realmente não o sou,mas deveras é louco pensar em alguém como eu penso mas que mais posso dizer,se simplesmente é o que me acontece...tantas questões na minha cabeça rolam e rolam e rolam....NÃO PENSES... disse-te um dia para mim....se calhar será mesmo isso pensar em demasia.Mas quem não é capaz de deixar de pensar quando tudo leva a tal....
De que somos feitos?Se nos deixamos morrer de pensamentos,quem consegue viver sem pensar?Eu não de certeza.....ESTRANHO.Define estranho....misterioso,desconhecido,desigual,....e que mais!!!
É isso que somos estranhos,meramente estranhos e isso para mim não basta...quero saber mais... quero mais...não consigo viver sem te ter...sem te sentir...sem saber ao certo o que desejas e queres.
É tudo tão estranho que nem sei decifrar como é...
Só quero ser amada por ti....é tão simples o que quero...o que desejo...mas por vezes tenho a sensação que sim que é o que queres ,mas depois na ausência de tuas palavras,no silencio da tua pessoa,tudo me pareça tão falso....
deverias fazer-me bem...e não deverias ter entrado na minha vida para me fazeres sentir assim tão vaga,tão indecisa....que vieste me mostrar espírito de amor?
Lembro-me quando fui fazer a leitura da aura o que me disseram....eras um espírito de amor,Leve...mt leve,enamorado por mim....que me vieste mostrar como saber esperar esta alma irrequieta...possesiva...eu sei que sou eu...mas como poderei acalmar minha quietude se não me mostras carência de minha pessoa,de que tens medo????
Mostra-te para mim .....
Deixa-me ser quem sou livre de pensamentos obscuros...

Ontem

escrevinhando.............ontem acabei por ser ouvida nas minhas preces e deste noticias tuas ao fim da tarde mas por uma questão de segundos n recebes-te minha resposta.Doente c gripe,e q tinhas mts saudades minhas foi o q disses-te . Alegras-te meu coração por pelo menos saber que n tinhas te acobardado e fugido como cheguei a pensar. Logo de seguida teu telemóvel fora desligado.... o costume....,as porque essa eu não consigo entender ou melhor eu só acho um motivo....tens algo a esconder mas porque não podes me contar a verdade porque te escondes na mentira,bem sabes que sou casada e nada terás que temer....talvez seja teu jeito de ser mesmo. Quando penso no meu irmão ele era assim como tu um pouco solitário e longe do mundo,muito com o seu mundo talvez sejas assim também...todos nós temos nossa maneira de ser. Ou será que sou eu que arranjo desculpas pausáveis para aqui que não quero saber,mas já te questionei:respondes-te que não querias que do emprego te chateassem pois o telemóvel era da empresa que mais posso eu te questionar....nem devo !bem sei Hoje quando acordei vi que tinhas recebido minhas mensagens de então á meia noite e dez........ que estranho!!!!!!!!! Que estranho mesmo mas vou ter de ficar por aqui mesmo só achando estranho afinal nada somos para te poder confrontar e sinceramente também não o quero fazer apesar de ter imensa curiosidade em fazer mas sinto que não tenho esse direito. Não temos nenhum acordo apenas estamos quando estamos e nada mais..............
video

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

PORQUÊ IVO


escrevinhando......sinto uma vontade enorme de escrever,deitar cá pra fora tudo q vai dentro de mim neste instante.Porque porque porque esta silencio q me mata e me corroí por dentro.Diz-me algo,diz se me queres ou não eu aceito qualquer coisa, mas diz-me...........não me deixes entregue ao silencio q não suporto que me deixa ansiosa e nervosa sem o que saber pensar sem ser quem sou sem existir.
Se tu és mm o q me dizes ser isto n combina contigo não é a tua pessoa
Matas-me lentamente........e eu já morri tantas vezes nesta vida que não sei se vou sobreviver uma vez mais
Tudo esta desligado e leva-me a pensar q tu fugis-te num acto de cobardia,será mm isso como vou saber?Eu sei c o tempo e n será preciso mt tb sei mas nem consigo imaginar ...só me vem á cabeça tuas palavras recentes....Adoro-te;Não ta quero perder;És especial pra mim;És doce e meiga pra mim....tantas são tantas palavras
que nem sei ...............estou desesperada, basta me dizeres algo nem q seja mau mas diz,diz ,diz por favor não me incumbas ao silencio esse já eu tenho de sobra a tantos anos vindo de quem eu cometi a asneira de casar.............
escrevinhando................................




Triste e confusa


escrevinhando.....Não quero que seja um blog bonito mt menos bem elaborado fiz-lo com um só intuito,apenas poder escrever em liberdade de expressão,de sentimentos,de pensamentos,sem que nada nem ninguém me possa ver e ler.

Hoje estou triste...sinto-me sozinha e abandonada por quem eu neste momento mais adoro,tenho a noção que será para sempre uma recordação boa mas bem dolorosa...preciso tanto de ti...........

Minha vida complicada de carências e ausências de afecto,levam-me por vezes a agarrar-me a ilusões por vezes sem fundamento.

Foi lindo e maravilhosa como te conheci,sem nada esperar,encontrei algo de maravilhosa e ternurento para o meu ser,lembro que passei momentos de euforia louca solitária enquanto te li,e mais tarde quando o desejo de ouvirmos nossas vozes foi mutuo.Como fui feliz...como me transportei para aquele mundo de sentimentos a tanto guardado dentro e bem fundo de mim.

Se pudesses saber ao certo como te adoro tanto talvez sentisses vontade de me abraçar e beijar loucamente,como então o fizes.te.Porque me dizes constantemente que me adoras,que não me queres perder e depois deixas o silencio,a ausência de uma mensagem ,desmoronar tudo dentro de mim?Quem és tu ?Que sentes ao certo por mim?O que queres me mim?Como é teu adorar por mim?....São tantas perguntas que tenho,tantas duvidas que me fazem fechar dentro de mim e ficar numa espera silenciosa de incertezas que me vão correndo a alma o meu ser.........e depois tenho tendência como sempre a fechar.me a isolar-me............para sempre.

O medo que persistia em mim, de te perder um dia no mensager aconteceu mesmo antes do ano terminar e desde então sinto-me tão distante de ti,sem te ler tudo fica mais difícil de compreender de aceitar de visualizar em mim..... Quero te tanto que nem sei ao certo o quanto....

Por enquanto sei q vou ficando por aqui te esperando sem baixar os braços mas não sei ate quando vou conseguir ficar sem desistir de ti sem querer de desistir.........

Que saudades tenho de ti meu doce menino............